Carregando

Digite para Pesquisar

Tecidos para tudo – e todos

O mundo da tecelagem possui diversas variáveis, cada uma com suas respectivas características, que transformam peças de roupas em itens diferenciados para o uso no dia a dia. O Brasil é o 5º maior produtor de tecidos do mundo, e lidera entre os países ocidentais. O primeiro é a China. Vamos apresentar aqui os principais tipos de tecido utilizados na moda e, claro, por homens de bom gosto e estilo sofisticado.

Cambraia: oriunda da cidade francesa de Cambrai, há mais de 500 anos, a cambraia é uma tecelagem muito utilizada em peças de alto luxo, pela espessura extremamente fina de suas fibras, derivadas do algodão egípcio e também dos EUA. O linho é utilizado em sua composição, principalmente para trabalhos rendados e bordados. A sofisticação, leveza e versatilidade da cambraia pode ser vista nas passarelas de moda ano após ano, em camisas masculinas e femininas.

Tricoline: mais denso e pesado que a cambraia, o tricoline leva o algodão em sua composição, possuindo variações mais leves e acetinadas, normalmente utilizadas em camisas sociais de elegância elevada. A versão mista dessa tecelagem pode levar fibras de poliéster e elastano, para peças que exigem maior elasticidade e flexibilidade. Ou seja, o tricoline pode ser 100% algodão ou não, dependendo do uso e das peças elaboradas a partir dele.

Oxford: muito comum em roupas sociais masculinas e femininas, esse tipo de tecido se caracteriza pelo entrelaçamento de duas fibras finas e suaves de algodão com uma fibra mais espessa. Isso faz com que a peça seja um pouco mais densa, porém, sem perder a leveza e suavidade ao toque. O Oxford também pode levar fibras compostas, como poliéster e até elastano, dependendo de sua finalidade.

Maquinetado: este tipo de tecido se caracteriza por sua trama diferenciada, que gera padrões listrados, xadrez, desenhos ou, mesmo, pequenas figuras geométricas – quase imperceptíveis – ao longo de toda a peça. Ele pode levar em sua composição fibras variadas, como nylon, seda e algodão, contribuindo para criar mais versatilidade em camisas, pois uma mesma peça pode possuir diversas características de diferentes tipos de fibras.

Fil a Fil: esse tipo de tecido tem como característica a utilização de fios coloridos e brancos, intercalados, no urdume e na trama. Isso dá às camisas uma aparência de cor mesclada, mas de forma bem discreta. As peças fil a fil combinam com o uso de gravata e também podem ser combinadas com ternos mais pesados.

Tags:

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked *